LemonNews 10ª – Edição – Ancillary

Ancillary

Com o surgimento das empresas low-cost, as companhias aéreas tradicionais tiveram que se tornar ainda mais competitivas, uma vez que as passagens aéreas sofreram queda considerável no valor. Essa competitividade reduziu gradativamente as margens de receita e as empresas do setor se viram obrigadas a estruturar novas para trazer receita adicional.

Foi a partir disso que foram estabelecidos os chamados serviços auxiliares. Cada companhia aérea utiliza uma nomenclatura,  mas basicamente consiste num cardápio de serviços “a la carte”. Dessa forma, os passageiros podem escolher de acordo com sua necessidade:

  • Escolha de assentos
  • Venda de alimentos e bebidas
  • Venda dos produtos Duty Free a bordo da Aeronave
  • Taxa de bagagem
  • Internet wi-fi

Vale ressaltar que essas mudanças beneficiaram também os passageiros, pois passaram a ter uma gama maior de serviços e com qualidade superior, podendo escolher de acordo com suas preferências e necessidades. Por exemplo: consumo de alimentos e bebidas somente se tiver vontade, podendo escolher entre as opções disponíveis; pagamento da bagagem proporcional, assim como outros serviços como a internet, antes não disponível nas aeronaves.

A venda de serviços adicionais veio para ficar e isso impacta a forma de análise da performance das companhias aéreas e de hotéis. Em 2017 as receitas das aéreas quase quadruplicaram com os serviços auxiliares, com um aumento de 22% sobre 2016.

Mas é importante alertar sobre a importância de confirmar antecipadamente todos os dados da passagem aérea, antes de adquiri-la. Os cancelamentos, as remarcações, os serviços inclusos e possíveis alterações de dados, tudo isso deve ser verificado antes de finalizar a compra, pois podem ser uma dor de cabeça para o passageiro, devido ao rigor com que as companhias aéreas têm adotado em seus processos.

O uso de ferramentas de self-booking com todo o detalhamento dos serviços inclusos ou não, podem facilitar a escolha do viajante nessas situações e o controle das despesas por parte da empresa, podendo ter a prestação de contas com mais agilidade utilizando aplicativos web de forma rápida e segura. Além disso, as empresas podem contar com soluções que facilitem o controle de bilhetes cancelados e que mostrem as possibilidades de reuso do crédito disponível.

Este foi um dos temas do Lacte 13, com a participação de Edmar Bull , da Copastur, Jessica Fabrrini, do Hyatt, Luiz Teixeira, da Delta, e Rafel Arantes, da Lemontech.

Veja:   https://goo.gl/7UqndU

Consulte a equipe da Lemontech e conheça mais sobre os recursos disponíveis para evitar problemas posteriores com suas viagens.

Fonte: Lemontech